Acerca de mim

A minha foto
Poeta por inspiração e imposição da alma... Uma pessoa simples, que vive a vida como se fosse a letra de uma canção, o enredo de um filme, a preparação para uma vida superior, à espera da eternidade e do encontro com o Criador.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Silêncio e caminho

Rasguei a noite no silêncio de um mau dia
apaguei a candeia e chorei
adormecendo uma dor que não sentia
e sofrendo tantas outras que calei...

Percebi, no silêncio vazio dessa hora
em que a tristeza te sonha,
mágoas e segredos que alguém chora
lavando as faces negras da vergonha.

Inconsciente, fui entrando pela noite
num sonho clandestino e obscuro...
Que o silêncio é o tempo em que te foste
e um caminho onde ainda te procuro…

(Felipa Monteverde)

2 comentários:

Mi (de Miguel) disse...

Noite...
refúgio dos tristes
silêncio de amargurados
destino de nostalgias
canção de obscuros recados...

Felipa disse...

Segredos de namorados
desejo e solidão
são para ti meus recados
é teu o meu coração...