Acerca de mim

A minha foto
Poeta por inspiração e imposição da alma... Uma pessoa simples, que vive a vida como se fosse a letra de uma canção, o enredo de um filme, a preparação para uma vida superior, à espera da eternidade e do encontro com o Criador.

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

As palavras que eu te disse

As palavras que eu te disse
um dia
um daqueles tristes dias
em que agimos
sem saber
nem entender
o que sentimos…

As palavras que te disse
nesse dia
nessa hora de loucura
de tortura
que eu vivia
sem saber
nem entender
que o fazia…

As palavras que te disse
nessa altura
nessa hora de loucura
que vivemos
sem saber nem entender
o que fizemos…

As palavras que te disse
nessa hora
de loucura e de tortura
ainda ignoro
o que disse
e porque disse
e tanto choro…

Aas palavras que te disse
sem saber
sem saber que te feria
foram mais
muito mais do que punhais
e com essas palavras desferia
o golpe
que agora neste dia
neste dia em que te vais
p’ra nunca mais
magoa
dilacera a tua alma e a minha…

Nas palavras que te disse
nesse dia
nesse dia e nessa hora de loucura
despejei toda a minha amargura
e escondi
escondi todo o amor que eu sentia…

Felipa Monteverde

4 comentários:

✿ chica disse...

Palavras ditas sem pensar, mas o amor estava por trás delas. Lindo! beijos,chica

Miguel Afonso disse...

Por vezes falamos demais...

Ailime disse...

Olá Felipa,
Um poema nostálgico mas todo ele impregnado de amor.
Lindo!
Bjs

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Por vezes a boca diz o que o coração não sente, mas é apenas a mágoa a falar...Ler-te é um prazer.

Um beijinho com carinho
Sonhadora