Acerca de mim

A minha foto
Poeta por inspiração e imposição da alma... Uma pessoa simples, que vive a vida como se fosse a letra de uma canção, o enredo de um filme, a preparação para uma vida superior, à espera da eternidade e do encontro com o Criador.

quarta-feira, 21 de março de 2012

Para celebrar o Dia da Poesia

A SILABA

Toda a manhã procurei uma sílaba.
É pouca coisa, é certo: uma vogal,
uma consoante, quase nada.
Mas faz-me falta. Só eu sei
a falta que me faz.
Por isso a procurava com obstinação.
Só ela me podia defender
do frio de janeiro, da estiagem
do verão. Uma sílaba.
Uma única sílaba.
A salvação.

Eugénio de Andrade

3 comentários:

✿ chica disse...

Maravilhosa poesia de Eugênio.,Fazia tempo não lia nada dele! beijos,chica

Lindalva disse...

Celebrastes o dia com uma poesia digna de aplausos. Amiga vim validar teu voto de hoje no pena de ouro. Beijos de luz e paz!!!!

Nilson Barcelli disse...

Grande Eugénio.
Foi uma boa escolha.
Beijo.