Acerca de mim

A minha foto
Poeta por inspiração e imposição da alma... Uma pessoa simples, que vive a vida como se fosse a letra de uma canção, o enredo de um filme, a preparação para uma vida superior, à espera da eternidade e do encontro com o Criador.

sábado, 5 de novembro de 2011

Junto a uma sepultura


Acautelei a minha alma
para não sofrer por ti
e deixei-me ficar, serena e calma,
rezando as orações que aprendi.

Ajoelhei a Deus, orando
por ti, por nós, por mim…
O tempo vai correndo, está passando
e também eu caminho para o fim.

És tu quem hoje lembro,
és quem me traz aqui…
este altar de tristezas vou correndo
com os olhos que já não choram por ti.

Acendi as velas que comprei
por ti rezei, em ti estive a pensar…
"Feliz aniversário", desejei:
tantos anos de céu! E assim te dei
a ternura que nunca me soubeste dar…

Felipa Monteverde

6 comentários:

ETERNA APAIXONADA disse...

Minha querida Felipa!
Triste momento em uma linda homenagem poética!
Meu abraço fraterno e votos que fiques bem!

Sonhadora disse...

Minha querida

Sem palavras...deixo apenas um beijinho com carinho.

Sonhadora

✿ chica disse...

Emocionada saio e te deixo um beijo, desejando tudo de bom!chica

Miguel Afonso disse...

Homenagem sentida
poesia sofrida.

Ailime disse...

Felipa,
Este poema é muito belo e estou emocionada.
Grata por tão excelsa partilha numa sentida homenagem.
Um beijinho e boa semana.
Ailime

(Não será o local apropriado mas gostaria de lhe dizer que tomei conhecimento de Clarice Lispecter através de um e-mail e fiquei fã)

Mário Margaride disse...

Belo e sentido poema, amiga Felipa...

Linda homenagem!

Beijinhos e feliz quarta feira