Acerca de mim

A minha foto
Poeta por inspiração e imposição da alma... Uma pessoa simples, que vive a vida como se fosse a letra de uma canção, o enredo de um filme, a preparação para uma vida superior, à espera da eternidade e do encontro com o Criador.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Já não tenho a poesia

Poesia, onde andas
por onde pairas e poisas?
Deixaste o meu coração
por maldade ou ingratidão
e foste pra outras bandas
outros quadros, outras loisas.

Já não tenho a poesia
dentro do peito a pulsar
fiquei de alma vazia
que essa velha vadia
cuidou de me abandonar.

Meu coração desespera
sem poesia, sem alma
sem aquilo que eu era...

Vai-se a vida, lenta e calma
e entra no meu peito a palma
do martírio que eu sofrera
por essa ingrata megera.

Felipa Monteverde

7 comentários:

✿ chica disse...

A vida sem poesia não é legal.Precisamos dela!!!

Linda!

beijos,chica

Ana Martins disse...

Tem poesia sim, ó se tem, lindo poema!

Beijinho,
Ana Martins

Miguel Afonso disse...

Sem poesia
a alma do poeta definha,
vai morrendo a cada dia
se ninguém a acarinha...

Mário Margaride disse...

A poesia, está em cada palavras que escreves, minha amiga.
Gostei muito, Filipa.

Beijinhos!

Mário

Ailime disse...

Felipa, boa tarde,
Se isto não é poesia...
Lindo poema que me preencheu a alma.
Um beijinho,
(Excelente Domingo)
Ailime

Utilia Ferrão disse...

Amiguinha
Há sempre poesia
Aonde a alma
sopra e suspira.


E há sempre fado
enquanto o homem vive.

Beijinhos
E obrigada
Utilia Ferrão

Mário Margaride disse...

A poesia, está bem patente nestas belas palavras que nos deixaste. Onde todas as tuas emoções...emergem.

Lindo poema!

Beijinhos e feliz dia.

Mário