Acerca de mim

A minha foto
Poeta por inspiração e imposição da alma... Uma pessoa simples, que vive a vida como se fosse a letra de uma canção, o enredo de um filme, a preparação para uma vida superior, à espera da eternidade e do encontro com o Criador.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Como me dá na telha

Eu escrevo como me dá na telha
e ao fim nada se assemelha
ao que comecei a escrever.
Não tenho regras
apenas deixo as minhas penas
saírem como lhes apetecer.

Felipa Monteverde

5 comentários:

✿ chica disse...

E elas saem soltas, livres e ficam lindas!beijos,chica

Sonhadora disse...

Minha querida

E assim se escrevem e descrevem os poetas.

deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Mário Margaride disse...

Como em tão poucas palavras, dizes muito...

Beijinhos e uma excelente semana!

Mário

Nilson Barcelli disse...

Acontece-me o mesmo... penso em alhos e saem bugalhos...
Beijo.

Ailime disse...

Felipa,
Assim são os poetas!
Quando a alma dita, ele escreve!
Lindo!.
Um beijinho.
Ailime